História

Casa do churro Historia 2
Casa do churro Historia 2
« 1 de 2 »

A Família Farre, chega ao Brasil em 1954, sendo que um dos seus membros, que é um dos irmãos do senhor Antônio, já era mestre doceiro espanhol já aos 19 anos. Como todo imigrante de sua geração, vieram para a América em busca de uma vida melhor, já que a Espanha, nesse período, sofria de grande recessão ainda do pôs- guerra que envolvia toda a Europa.

Sendo assim, começou a vender churro em roda (o tradicional espanhol), em 1.956, senhor Ramom, em memoria, inventou a maça do amor, por volta de 1957 conheceram um senhor chamado Caio de Alcântara Machado que convidou a família a participar de uma feira de eventos, que o senhor Caio iria realizar na marquise do parque do Ibirapuera, chamada UD, 1.960, mas que o produto no qual lhe chamou a atenção, A Maça do Amor, teria que ter documentos e registros para participar do evento.

O senhor Ramom, se prontificou com máximo emprenho para cumprir o prazo sugerido, já que o INPI mais próximo seria ainda no Rio de Janeiro, necessitando de maior empenho no seu objetivo. Objetivo alcançado com sucesso em 1959, com o registro da marca “A Maçã do Amor” e patente depositada em 1.960, dando condição para comercializar o produto no evento e patente registrada em 1.961. Nos anos posteriores, a parceria com a Alcântara Machado- Compacta, deu certo, chegando venda Recorde de 18 mil macas do Amor por dia!